Sign In

Projeto inovador facilita manutenção

Sistema Chesf Publicado em 31/05/2021

Em algumas situações, as atividades de manutenção de uma usina hidrelétrica fogem da rotina, tornando-se trabalhos complexos e demandando dos técnicos, criatividade e agilidade na solução dos problemas. E foi diante da tarefa de substituir os trocadores de calor do mancal de escora de uma unidade geradora da Usina de Sobradinho, na Bahia, que o técnico mecânico da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), Altair Marinho Lima, utilizou toda a sua capacidade profissional para transportar 20 desses equipamentos, de 420 kg, de um ambiente fechado por meio de uma escada de apenas três metros.

“A partir de 2014, as unidades geradoras da UHE Sobradinho começaram a apresentar vazamento d’água no mancal de escora, causado pelo fim de vida útil desses equipamentos. Assim, 20 trocadores novos foram adquiridos e, devido ao histórico de ocorrências, uma unidade geradora específica foi escolhida para ser a primeira contemplada”, explica o técnico.

Antes da manutenção preventiva de 70.000h desta unidade, Altair estudou o problema, e projetou, desenhou, calculou e fabricou um carro trole acionado por um moto-redutor para se deslocar num trilho, ao longo de seis metros. O equipamento se assemelha a um funicular (plano inclinado), que utilizado para transporte de pessoas em pontos turísticos de regiões montanhosas.

A inovação nesta atividade proporcionou ganho no tempo de execução, reduções de risco de acidente, de custo de Pessoal, Material, Serviços de Terceiros e Outras Despesas (PMSO) e, consequentemente, na diminuição da indisponibilidade da unidade geradora. “Este equipamento será utilizado para trocar 100 trocadores de calor das demais unidades geradoras, ao longo deste ano”, afirma Altair.

A fabricação do equipamento contou com auxílio de outros profissionais da mecânica e da elétrica, para execução de solda, pintura e instalação elétrica. Além disso, todos os materiais utilizados foram de sucata da própria usina, com exceção do cabo de aço, polia e correia.

A retirada dos 20 antigos trocadores e colocação dos 20 novos ocorreram, em 2018, e levou apenas oito horas, e a montagem e desmontagem dos trilhos durou, aproximadamente, 16 horas.

ProjetoAltairMarinhoDOSBU2.jpeg

ProjetoAltairMarinhoDOSBU1.JPG

Fotos: Gustavo Melo)