Sign In

Chesf mantém vazões de Sobradinho e Xingó

Sistema Chesf Publicado em 03/03/2021

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) informa que, neste mês de março, a defluência média diária da Usina Hidrelétrica de Sobradinho (BA) será mantida na faixa de 800 m³/s, devendo permanecer neste valor até nova reavaliação.

Quanto à defluência média diária da Usina Hidrelétrica de Xingó (AL/SE), também será mantida na faixa de 800 m³/s, podendo ser elevada, a depender da necessidade de atendimento ao Sistema Interligado Nacional (SIN), conforme procedimento de otimização energética envolvendo as diversas regiões do país, coordenado pelo ONS.

Essas medidas atendem ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que apresentou as necessidades de defluência dos reservatórios de Sobradinho e Xingó, tendo em vista a aplicação da Resolução ANA nº 2.081/2017, a otimização da operação do Sistema Interligado Nacional (SIN) e, ainda, a maximização de armazenamento nos reservatórios de Sobradinho e Itaparica, em decorrência da previsão de baixa hidraulicidade do período úmido em curso.

A Chesf ressalta que a Resolução ANA estabelece como vazão defluente mínima média diária dos Reservatórios de Sobradinho e Xingó o valor de 800 m³/s, quando Sobradinho estiver operando na Faixa de Operação de Atenção (entre 20%VU e 60%VU). Define, também, para o mês de março, no Reservatório de Xingó, a máxima vazão defluente média mensal no valor de 1.000 m3/s.

É fundamental chamar atenção para a importância da não ocupação de áreas ribeirinhas situadas na calha principal do rio, haja vista que em condições emergenciais, a exemplo da necessidade de maximização de geração para atendimento ao SIN, as usinas de Sobradinho e Xingó têm capacidade de turbinar valores da ordem de 4.200 m3/s e 3.000 m3/s, respectivamente.

Foto: André Schuler