Sign In

Chesf patrocina Xadrez na Escola

Sustentabilidade Publicado em 30/09/2022

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) está acompanhando o andamento das ações do projeto socio-esportivo patrocinado pela Empresa, "Xadrez na Escola", que acontece no distrito de Camela, município de Ipojuca (PE). Os técnicos da área de Relações Públicas, Patrocínio e Responsabilidade Social, Eya Miranda e Marco Aurélio Cavalcanti, visitaram as Escolas Jarbas Passarinho e Luiz Manoel Nogueira.

 

O Projeto Xadrez na Escola objetiva criar um intercâmbio entre as escolas municipais, oferecendo aos alunos uma opção de atividades extraclasse, oportunizando a prática do xadrez, além de ter um local e material necessário para evoluir na aprendizagem, bem como preparar os alunos para torneios e incentivar a realização de competições internas na escola e educar através da ética enxadrística.

 

Desde 1999, o Clube de Xadrez Camelense ensina a prática em Ipojuca de forma filantrópica e, em 2019, conseguiu criar uma entidade formal para poder participar de editais por meio da Lei de Incentivo ao Esporte. Em 2021, foi selecionado por meio do Edital do Programa de Patrocínio Socioesportivo das Empresas Eletrobras, tendo obtido o patrocínio da Chesf.


Visita4.jpg

 

"Baseando-se nos resultados escolares, o projeto é de grande valia para os alunos da rede municipal, principalmente para aqueles que têm dificuldade de aprendizagem. Assim, o Xadrez faz com que esses alunos tenham interesse pelos estudos, pois o jogo estimula a inteligência, a cordialidade e a organização", explica o professor e organizador do projeto, Lúcio Santos.

 

O projeto tem como principais atividades: aulas de Xadrez (teóricas e práticas); aulas de reforço escolar; palestras orientativas; momentos de leitura e interpretação de instruções e jogadas; estudo de contos com enredo xadrezista; link do Xadrez com disciplinas (Matemática/ Português, História e Artes); oficinas de confecção de tabuleiros e peças, além de eventos de integração.

 

É desenvolvido como um trabalho de disseminação dos principais valores e atributos do xadrez, e a partir do trabalho conjunto com as disciplinas escolares pretende-se reforçar as ideias iniciais para, em seguida, partir para a parte prática das oficinas que vão ensinar e formar os novos xadrezistas em sua dimensão esportiva e humanística.

 

"Ter a oportunidade de vivenciar in loco as atividades do projeto, nos faz perceber que podemos fazer uma mudança social por meio de patrocínios bem alocados e com objetivos claros, definidos e que tragam uma consciência para a vida" enfatiza a técnica Eya Miranda.


Fotos: Acervo da Escola